Democracia exige dever de cidadania

Tendo o povo em Democracia o dever e o direito de soberania, estão a surgir movimentos em defesa de causas importantes para a vida nacional. Com tal colaboração, certamente, os interesses nacionais ficarão melhor defendidos contra abusos e erros dos eleitos detentores do Poder.

É isso que se deduz da notícia Sete movimentos debatem hoje causas para ter audiência com o primeiro-ministro, a qual é um sinal positivo de que a Nação está a despertar para exercer efectivamente a soberania que a democracia lhe confere. Oxalá os que levantaram a voz nunca se calem e que muitos outros se lhes juntem, para uma análise responsável dos vários aspectos da vida colectiva dos portugueses.

Isto faz recordar frases de pensadores célebres, como as seguintes:

Victor Hugo (22Fe1802 – 22Mai1885) escritor, poeta e pensador disse:«Entre um Governo que faz o mal e o povo que o consente, há uma certa cumplicidade vergonhosa»
Platão (428 – 347 A.C.) deixou a sugestão: «O preço a pagar pela tua não participação na política é seres governado por quem é inferior»
Shakespeare (26Abr1564 – 23Abr1616), poeta e dramaturgo inglês disse: «Não é digno se saborear o mel aquele que se afasta da colmeia por medo das picadas das abelhas»
Mahatma Gandhi (02Out – 30Jan1948) disse: «Perderei a minha utilidade no dia em que abafar em mim a voz da consciência»
Antoine de Saint-Exupéry (29Jun1900 – 31Jul1944) atendendo a que os resultados não serão imediatos, aconselhou: «Ainda que os teus passos pareçam inúteis, vai abrindo caminhos, como a água que desce cantando da montanha. Outros te seguirão…»
Edmund Burke (12Jan1729 – 09Jul1797) disse: «Ninguém cometeu maior erro do que aquele qua não fez nada só porque podia fazer muito pouco».

Estas pílulas de sabedoria consolidadas pelo tempo não podem ser ignoradas e, pelos vistos, os jovens estão a dar-lhes o devido valor. Também na Guiné-Bissau, ontem procurando acalmar os ânimos dos revoltosos, meia centena de jovens juntaram-se em Bissau para uma manifestação pela paz que deveria percorrer a principal avenida da cidade, mas foi desmobilizada pelos militares e acabou por saldar-se num ferido. Os jovens do Movimento Juvenil para a Paz envergavam um cartaz no qual se lia “Não à violência” e uma bandeira branca.
O Movimento Juvenil para a Paz já anunciou que fará diariamente uma manifestação pela paz em Bissau.

Imagem de arquivo

This entry was posted in Uncategorized and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s