Era uma causa justa

Podia não ter sido apenas eu a alertar para o perigo, até porque chamei a atenção de várias pessoas, desde polícias, empregados da EMAC a simples peões com quem me cruzava. Mas o pinheiro foi hoje cortado, o que demonstra que se tratava de uma causa justa.

No post Câmara em greve, datado de 24 de Novembro de 2011, vê-se uma imagem do pinheiro, e a descrição: «Em 16-09-2011, enviei ao município um e-mail em que alertava para a situação de perigo criada por um pinheiro na Avenida Nossa Senhora do Rosário nas proximidades da antiga Praça de Touros na área em que foram abatidos três pinheiros junto das moradias. Ficou um que há muito me preocupa por estar com todo o peso inclinado para a faixa de rodagem, podendo desabar por efeito do vento, da chuva que humedeça o terreno junto da raiz, ou da sua própria velhice. Tal caso pode causar graves danos em carros e seus ocupantes. Seguiram fotografias para facilitar a compreensão do problema. Depois disso, abateram mais dois pinheiros, certamente sem apresentarem perigo semelhante e, também, em dia de vento forte, houve vários estragos nas proximidades, mas aquele pinheiro parece não ter merecido a devida atenção. Oxalá esta árvore não seja derrubada como a do parque de estacionamento contíguo ao Hipódromo que causou danos importantes.»

O período de mais de seis meses decorridos desde o primeiro e-mail de alerta talvez nem seja exagerado para a rotina lenta da Câmara que, para justificar a grande quantidade de elementos da sua folha de pagamentos, antes de tomar uma decisão, mesmo que muito fácil, gosta de juntar assinaturas de muitos assessores, consultores, chefes e sub-chefes, etc. Enfim, a obesidade de Estado, Aurtarquias e outras Instituições Públicas!

Mas, hoje ao deparar com o abate do pinheiro senti o regozijo de ser confirmado que o meu alerta constituiu uma causa justa para benefício colectivo. De imediato enviei ao município um e-mail a transmitir o meu apreço pela medida tomada. Acho que não se deve criticar negativamente, mas alertar, sugerir, de forma construtiva para se melhorar a vida dos cidadãos.

E não termino sem alertar para o caso que consta dos posts Peões devem ser respeitados, datado de 5 de Março de 2010 e Cascais não respeita peões, datado de 11 de Fevereiro de 2012.

Imagem de arquivo

This entry was posted in Uncategorized and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s