Défice triplicou, despesas subiram


Apesar de haver menos receitas fiscais, fruto da queda da actividade económica e do poder de compra dos cidadãos reduzido pela austeridade e apesar dos cortes sucessivos em benefícios às pessoas, «a despesa do Estado cresceu 3,5% face ao mesmo período do ano anterior» e «globalmente, o défice do subsector Estado atingiu os 799 milhões de euros em Fevereiro, 191,1% mais que no mesmo mês de 2011».

Para quem conhece apenas a contabilidade pessoal e a utilizada pelo merceeiro de província, isto precisa de ser muito bem explicado, com verdade e clareza, sem fantasias nem «garantias», nem «marketing para criar confiança». Estes sinais, que é suposto serem credíveis, da evolução da crise estão em sentido contrário ao daqueles que foram pedidos pelo PR destinados a gerar confiança.

Que mais irá acontecer?

This entry was posted in Uncategorized and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s