Políticos também sujeitos à Justiça

Em países atrasados os políticos são imunes e impunes até que haja um golpe violento que causa muitas feridas na vida sócio-económica. Nos mais evoluídos, como temos visto notícias eles estão sujeitos à Justiça que é aplicada a todos os cidadãos sem discriminação. Em Portugal não há notícia de um político ser chamado a tribunal e muito menos ter sido condenado.

Na Coreia do Sul, em Agosto de 1996, foram julgados os dois ex-presidentes Roh Tae-Woo e Chun Doo Hwan por crime de corrupção, apesar de durante o desempenho dos cargos terem prestado relevantes serviços ao país no desenvolvimento que então se processou na economia nacional. O primeiro. Teve uma pena de 22 anos de prisão e o segundo, foi condenado à morte por enforcamento. Ficou provado que ali a lei é geral, aplicávekl a todos os cidadãos, não podendo os políticos ser impunes, nem estar acima da lei, da moralidae e da ética.

Agora chegou a notícia de que o último ditador da Argentina, Reynaldo Bignone, foi condenado a prisão perpétua, que o ex-presidente tunisino Zine El Abidine Ben Ali é acusado de tráfico de droga e que o ex-presidente egípcio Hosni Mubarak, e dois filhos foram convocados pela justiça) e têm estado a ser ouvidos pelo tribunal por corrupção.

Há lições que devem ser aprendidas pelos poderosos mandatários e pelos respectivos mandantes que não devem temer a defesa dos seus direitos de exigir Justiça contra quem os prejudica abusando do poder e cometendo ilegalidades que lesam os interesses nacionais.

Imagem do Googl

This entry was posted in Uncategorized and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s