Reuniu uma vez em 14 meses e custou 209 mil euros

A notícia do Público «Grupo de trabalho custou 209 mil euros e reuniu-se uma vez em 14 meses» é impressionante na época em que estamos a gemer e sofrer, mas não surpreende depois de termos visto «a lista com dezenas de institutos públicos que podem ser extintos» e o vídeo «Onde se cortam as despesas públicas???».

Não há surpresa porque, apesar de repetidos alertas, continuamos a ver que, por falta de vontade política, as medidas de austeridade, com prometido agravamento, não param de pesar mais sobre os mais carenciados e a não atacar decididamente as despesas supérfluas que apenas servem para abrigar improdutivos sugadores do erário.

This entry was posted in Uncategorized and tagged . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s